sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Fêmur - Jornal do Brasil - 1979


Página dominical publicada no suplemento Quadrinhos do Jornal do Brasil a partir de 1979, Fêmur era um estereótipo de um garotinho canibal, semelhante àqueles mostrados nos antigos desenhos animados. 

Com um chapelão e um osso atravessado no nariz, tinha um humor divertido e nonsense compárável à Krazy Kat de George Herriman.


Produzido por Hector (Juan) Sapia, desenhista argentino radicado no Brasil, apresentava um desenho estilizado e sofisticado da mais alta qualidade. Fêmur teve mais de quatrocentos capítulos, publicados até, pelo menos, 1986.


Sobre Hector Sapia, lendo o site janelapédia, ficamos sabendo: "Diretor de arte e diretor de comerciais, que não se sabe bem se é argentino, italiano ou espanhol, já que, o que fala, ninguém entende. Mas é um grande diretor. Foi diretor de criação da Esquire. Sapia também foi desenhista de quadrinhos. Em 1970, as edições 62, 63, 64 e 68 da revista italiana Linus publicaram as histórias de seu personagem "Il Conte de Piombo" (O Conde de Chumbo, em referência aos antigos clichês de chumbo usados na impressão tipográfica).

No Brasil, o Jornal do Brasil chegou a publicar em diversas edições sua série "Fêmur", um canibal que andava com um osso preso no alto da cabeça".
Cena de O Conde de Chumbo.

Sobre o personagem Il Conte de Piomboo o blog italiano "Che cosa sono le nuvole" nos diz: 
"Metaquadrinhos e autoreferência"
O Conde de Chumbo (Itália 1970, em Linus, © Sapia, surreal)
Hector Juan Sapia
Quadrinhos surreais em que o Conde de Chumbo do título (quase nunca desenhado mas principalmente fotocopiado de uma imagem pré-existente) observa ou participa com relutância de eventos que incorporam os estereótipos da ficção popular.

Capa da revista Alter Linus em que o Conde aparece em destaque.

O episódio publicado em Alter Alter 9 de 1978 é provavelmente o mais metanarrativo, com um uso original do contorno dos quadros como elemento de cena e frequentes ultrapassagens da quarta parede".

2 comentários:

VELOSO disse...

Tirinhas muito Criativas!

Dyel disse...

Valeu! eu adorava ler as tiras do Fêmur no Suplemento de Quadrinhos do JB,mas não sabia nada sobre o seu criador,o Hector Sapia! Ah, obrigado pelo link do blog italiano,postado na matéria e pelo link da revista QI- Quadrinho Independente na postagem anterior sobre a Malícia! São dicas ótimas de sites sobre HQs! Eu sei que estou me repetindo,mas eu sou Fã de carteirinha deste blog e do seu trabalho heroico de preservação e resgate das HQs Nacionais!!